Histórias do Coração

(Clique na imagem para aumentar)

O desenho delicado foi feito por Gabi, minha filha caçula (aos 6 anos). E o diálogo? Numa noite antes de dormir Gabriela tentava entender o tamanho  do amor… Não existe nada mais produtivo do que esse exercício de entender o que sentimos e dar nome a estes sentimentos junto com uma criança. Nos surpreendemos com as descobertas e percepção tão natural e pura do mundo e de tudo o que nele há.

Fica a dica para o fim de semana: ouvir o coração pela boca de uma criança. Percebemos que crescemos, ficamos sérios, rígidos, voltados para soluções pragmáticas… Sentar no chão com nossos filhos, sobrinhos ou qualquer criança é um momento que pode nos fazer um bem enorme!

Afinal, já dizia Paulo Leminski:

“Nesta vida pode-se aprender três coisas de uma criança:
Estar sempre alegre;
nunca ficar inativo;
e, chorar com força por tudo aquilo que se quer.”

Lu Jordão, mãe 24 horas descobrindo coisas fáceis e difíceis

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s