Arquivo da tag: Peixesempeixes

A Magia e Poesia da Tecelagem Peixesempeixes

Escrever com paixão é nossa motivação. Escrever sobre o que gostamos, sobre o que nos fascina, sobre o que desperta curiosidade de mergulhar no universo do assunto abordado na publicação. Estamos nessa vibe agora. O melhor de ter os Blogs, sinceramernte, além de vê-los crescendo e pessoas identificando-se com aquilo que compartilhamos – pensamentos nada comerciais e sim totalmente pessoais, é conhecer pessoas, respirar a arte e a criatividade delas…

Bem, recebemos um comentário aqui no Blog do querido Alexandre Heberte. Fomos ao seu blog retribuir a visita e descobrimos que o mesmo faz um trabalho maravilhoso como tecelão. Veja como Herberte definiu sua arte, num comentário no Lu&Cris: [Fazer tecido, dar vida, criar. Amo esse movimento. Alta costura no artesanato, nos trabalhos manuais, nesse confeccionar com as próprias mãos “coisas raras de se ter”, risos de liberdade poética] .

Preciso dizer que eu [Lu] me apaixonei e, que mergulhei no mundo do tecelão? Após alguns contatos Alexandre nos enviou material para que pudessemos expor sua arte e trabalhos em nossa Galeria. Ontem, eu e minha filha (7 anos) ficamos no youtube vendo vídeos sobre tecelagem. A arte de tecer e a magia do resultado rendeu o seguinte comentário de milha filhotinha [mamãe, amo tudo o que é feito com as mãos! Como nossas mãos podem fazer coisas lindas!] Essa é a grande magia! A criação, o fazer surgir, a poesia da criação que Alexandre mencionou em uma das definições mais lindas que ví um artista fazer sobre sua arte – sincera, despretensiosa e, ao mesmo tempo, sabendo o poder que tem sua arte.

Um pouco de história:  A tecelagem é conhecida por ser uma das formas de artesanato mais antigo ainda presente nos dias de hoje. Há cerca 12.000 anos, portanto, na Era Neolítica, os primeiros homens usavam o princípio da tecelagem entrelaçando pequenos galhos e ramos para construir barreiras, escudos ou cestas. Teia de aranha ou ninho de pássaros podem ter sido as fontes de inspiração tal trabalho. Uma vez que essa técnica já era conhecida é muito provável que o homem primitivo tenha começado a usar novos materiais para produzir os primeiros tecidos rústicos, e, mais tarde, vestuário. A data exata de quando nossos ancestrais abandonaram suas peles de animais e passaram a ser proteger e se vestir usando fibras entrelaçadas, tanto de origem animal quanto vegetal, ainda não foi definida pelos estudiosos. Aos Gregos é atribuída a tranferência do tear de posição vertical para a horizontal, e aos egípcios a fixação dos fios de urdume em dois galhos a fim de poderem ser separados de modo a facilitar o entrelaçamento dos fios. Ou seja – a tecelagem é linda e  totalmente sustentável!!

Alexandre Heberte, nasceu no vale do Cariri, interior do Ceará. Há seis anos mora em SP e, antes, por 10 anos morou em Fortaleza. Passou sua infância e adolescência apaixonado pelos artesãos e mulheres rendeiras de todo litoral cearense. Decidiu didicar-se a tecelagem, comercializando muitas peças (cachecóis e xales) para coleções de estações: outono/inverno e primavera/verã0. Peças suas já foram para França e Londres.

Sobre nossa curiosidade a respeito do que um tecelão precisa para desenvolver sua arte, Alexandre nos respondeu: [Além do kit do tecelão, disciplina, paciência, resistência fisica – se for uma longa produção, gostar do oficio, e muita vontade de criar mais e mais].

A marca de Alexandre, Peixesempeixes Tecelagem Manual ambienta seus trabalhos tramados em Tear de Pente Liço e todo universo em torno. Ele cria cachecóis, xales, echarpes, caminhos de mesa, passadeiras, passaleras, almofadas, bolsas, colchas… O tear, conforme dissertação de Alexandre, o possibilita a criação e confecção de tecidos, e estes podem ser destinados aos mais diversos fins. O artesão afirma que o sensacional na tecelagem manual são as variadas fontes de matéria prima: linhas e fios como lã, acrilico, algodão mercerizado, fibras especiais, juta, sisal, poliamida. Nos apaixonamos mais ainda quando Alexandre afirmou poder usar material reciclável como fita VHS ou de fita cassete, por exemplo. Mais uma vez Alexandre definiu a tecelagem de uma maneira encantadora  [Rico terreno inspirador, cheio de texturas e tramas].

Vamos à sua obra? Veja e Inspire-se!!

Gostaram? Então vejam os canais de comunciação com Alexandre Heberte da Peixesempeixes:

http://twitter.com/AlexHeberte

http://peixesempeixes.arteblog.com.br/

http://peixesempeixes.blogspot.com/

http://www.facebook.com/#!/alexandre.heberte

www.flickr.com/photos/peixesempeixes/sets/

E-mail: alexandre_heberte@hotmail.com

Tel: (11).3221.8480

Vale [muito] a visita em seus blogs.

Vale muito segui-lo não só nos blogs como no twitter e facebook.

A cada dia um novo post sobre uma nova inspiração!

Anúncios

38 Comentários

Arquivado em Arte, Moda, Uncategorized