Arte por toda parte – Batukenjé Inclusivo

“Não existe meio mais seguro para fugir do mundo do que a arte, e não há forma mais segura de se unir a ele do que a arte.” (Johann Goethe) e O Batukenjé Inclusivo vem com o Projeto Kombo Arte Afro Brasileiro, mais uma ferramenta de alcance, que usa a música como resgate cultural e social. Desta vez, as crianças de famílias que vivem do trabalho no Lixão da Estrutural (DF) são o alvo do grupo. Conheça, participe, colabore!

Anúncios

Quando dizemos “arte por toda parte”, não estamos usando apenas um título bonito… O trabalho de resgate do Grupo Cultural Batukenjé toma novos rumos e cada vez mais arrojados em sua missão de inclusão social. O Projeto Kombo Arte Afro Brasileiro é mais uma ferramenta de alcance, que usa a música como resgate cultural e social. Desta vez, as crianças de famílias que vivem do trabalho no Lixão da Estrutural (DF) são o alvo do grupo.

Isso mesmo! O lixão que está em evidência no horário nobre através de uma novela que, diga-se de passagem, retrata bem de longe a realidade do local. O lixão da vida real é a Vila Estrutural, considerada uma das regiões mais pobres do Distrito Federal, que na década de 60 foi destinada para depósito de lixo. Em pouco tempo surgiram os primeiros barracos dos catadores, hoje conhecido como “Lixão da Estrutural”. Neste local as ruas são estreitas e sem pavimentação. Existe apenas uma escola de nível fundamental e um posto de saúde para atender uma população de mais de 35 mil moradores. Não há corpo de bombeiros para conter incêndios comuns em regiões assim. Crianças que certamente teriam pouca ou nenhuma possibilidade de acesso a música, a arte e a cultura, recebem duas vezes por semana o Grupo Cultural Batukenjé com oficinas que possibilitam uma melhor qualidade de vida e educação ao oferecer música, dança e confecção de instrumentos musicais (com reciclagem), o que certamente será base para auto estima e novas possibilidades de sonhos e projetos de vida para estas crianças.

A imagem registra o objetivo do projeto sendo atingido: crianças e adolescentes sendo acolhidos pelas oficinas ao invés de acompanhar seus pais no trabalho do lixão. Através da música, da dança e das oficinas de artesanato com reciclagem de materiais, são trabalhados diversos aspectos destas crianças e adolescentes: conhecimento de seu próprio corpo, troca de experiências e integração ao grupo e consequentemente integração à sociedade, permitido que se reconheçam como parte de um todo, estimulando identidade social, cidadania e sociabilização, além de estimular aptidões que os permitam vislumbrar um futuro fora do lixão. Ampliar as perspectivas de um grupo é estimular a inclusão. Só quando novos caminhos e possibilidades são apresentadas podemos escrever novas histórias de vida, evitar repetições, preconceito e limitações.

E a arte é uma linguagem forte, ampla, que pode penetrar em qualquer lugar. Para a arte não existe cor, credo, classe social ou limitação.

 E sabe o que é mais bacana? Se você quiser, pode fazer parte disso. Tornar-se um parceiro deste Projeto que oferece oportunidades e inclusão.  Não podemos ir ao lixão. Talvez nem pensemos nesta realidade que está tão distante de nós. Mas podemos sim nos fazer presentes de diversas formas. Esta matéria é uma delas – falar de um tema que normalmente não aparecem em blogs de moda ou arte – lixão, inclusão, outras realidades. Para saber como você, Pessoa Física ou Jurídica, pode apoiar o Projeto Kombo Arte Afro Brasileiro, segue abaixo o contato do Grupo Cultural Batukenjé:

Facebook do Meste Celin (Coordenador do Projeto, regulamentado e inscrito na Ordem dos Músicos e como Agente Cultural)

Site do Batukenjé

 “Não existe meio mais seguro para fugir do mundo do que a arte, e não há forma mais segura de se unir a ele do que a arte.” (Johann Goethe) – Então, o olhar atento do menino sedento determina: uma nova história está nascendo! Uma conexão com um mundo antes desconhecido… Revelado pela arte do Batukenjé.

Para o Batukenjé, inclusão é muito mais que um texto… É uma realidade! A música que permite a todos falarem uma só linguagem – A da Igualdade,  da Liberdade.

Faça uma visita ao Lixão da Estrutural  com o Batukenjé no vídeo abaixo.

Ajude a divulgar o Projeto clicando nas redes sociais. Colabore com a inclusão. Sempre podemos nos fazer presentes de alguma maneira. Escolha a sua! Temos falado em processos sustentáveis. Entendemos este trabalho como parte disso. Sem inclusão é impossível falar em processos sustentáveis.

Batukenjé já é nosso parceiro e conheça mais de seus trabalhos nestas outras matérias: Aqui e Aqui .

Fotos: Todas do Batukenjé, autorizadas para reprodução.

Texto: Lu Jordão

Arte por toda parte : Grupo Cultural Batukenjé

Arte por toda parte – Música com função social! Em Brasília o Grupo Cultural Batukenjé usa sua música como resgate. Conheça o Projeto que atende a várias crianças em Brasília.

Nessa nova tag  “Arte por toda parte”, vamos abordar aqui no Blog, a arte como função e resgate social. Nossa querida colaboradora em Brasília Deise Lemos, nos apresentou o Grupo Cultural Batukenjé, música com foco em trabalho social fortíssimo em Brasília.

Batukenjé vem da língua Yorubá que significa: tocar um som alegre, tocar para Deus. Um som totalmente brasileiro, nascido em 2006 na Finlândia. Numa temporada de workshops percussivos, o músico Celin Dú Batuk teve a inspiração de criar um grupo com ritmos Afro Brasileiros…

Além de preservar e valorizar  cultura afro brasileira, o Batukenjé tem a missão de resgate através do projeto social “SORRINDO E BATUCANDO COM O BATUKENJÉ”, que nasceu em 2006 juntamente com a criação do Batukenjé. O Projeto intensificou suas ações em 2010 atendendo crianças de escolas públicas e comunidades no entorno de Brasília. O projeto, que envolve aulas de percussão, está em constante expansão desenvolvendo  oficinas que consistem em atividades teóricas , práticas e recreativas com os participantes e está presente em três pontos de Brasília: CAIC do Núcleo Bandeirantes, com 60 crianças atendidas; GALPÃO CULTURAL do Varjão com 40 crianças atendidas e GALPÃO CULTURAL de Brazlândia com 30 crianças atendidas.

Numa entrevista com o Mestre Celin du Batuk, idealizador do Batukenjé, tentei separar e traçar um perfil do idealizador e de seu ideal. Não consegui… Os dois se misturam, estão fundidos no ideal de resgate social pela música. Mestre Celin é Batukenjé e, Batukenjé é a essência de Mestre Celin, juntamente com uma diretoria e equipe de 10 pessoas.

Questionei ao Mestre Celin sobre a influência da música na vida dessas crianças atendidas e ele me respondeu: “O resultado de todo esse trabalho do Batukenjé com crianças , através do depoimento de seus pais, é crescimento no rendimento escolar. Tenho um depoimento em vídeo da Millena, aluna da rede pública, que está no Batukenjé faz 4 anos. Ela participou de um concurso de redação de um jornal famoso aqui da cidade. Millena ganhou em primeiro lugar entre todas as escolas!!! Ela afirmou na entrevista à Bandeirantes que o Batukenjé foi sua inspiração!A redação tinha como tema: COMO SERÁ BRASÍLIA DAQUI A 50 ANOS.”


Além da música melhorar o rendimento escolar e a auto estima das crianças do entorno de Brasília, também é usada para trabalhar a consciência ambiental. Mestre Celin Dú Batuk recicla bombonas plásticas e latões, transformando em instrumentos de percussão, permitindo que todas as crianças tenham acesso a música e a cultura.

Na foto, bombona de plástica reciclada – o lixo que nas mãos do Batukenjé  transforma-se em música e dignidade social

Pedi a Mestre Celin que nos contasse um sonho seu… Sua resposta: “Já trabalhei muito para viver da percussão e hoje quero poder ajudar a todos que precisam  em todos os aspectos pois estamos aqui só de passagem.”

Por este olhar, não tenho dúvida alguma que o sonho do Batukenjé está sendo realizado… Uma fábrica de sonhos para quem não tinha acesso a cultura… Novas janelas abertas, para novas possibilidades, novos ideais. Romarito, como é chamado no Grupo Cultural, devolve este olhar doce, resultado da música em sua vida. Mestre Celin afirmou que ele é o primeiro a chegar nos ensaios e o último a sair…

E o Batukenjé não para! Agora em maio,  vai iniciar  um ciclo de Workshops pela Europa, levando a cultura e a musicalidade afro brasileira para o mundo.

Shows de percussão, canto e dança; Oficinas práticas de percussão afro brasileira de mão e de baquetas; Confecção de instrumentos de percussão sob encomenda e curso de teoria aplicada à percussão afro brasileira. Assim trabalha o Batukenjé!

Mais sobre o Grupo Cultural?

No Blog: Grupo Cultural Batukenjé

No canal: Youtube

No Twitter: @batukenje


Obrigada ao Mestre Celin que nos atendeu com tanto carinho compartilhando seus projetos e ideais com nossos leitores.

Vale muito a visita nos canais do Grupo para assistir principalmente aos vídeos com o ritmo que leva alegria e esperança em Brasília.

Por Lu Jordão

Fotos: Todas cedidas e autorizadas para publicação pelo Batukenjé

Atitudes com Dignidade Social Pelo Mundo

Como vocês, nossos leitores queridos, tem acompanhado [e estamos muito felizes com a quantidade de acessos e, com a quantidade de clicks nos links dos artistas e artesãos de nossas matérias], criamos o tema entitulado – Atitudes com Dignidade Social Pelo Mundo. Neste tema daremos destaque para iniciativas no Brasil e em outros países que tenham como objetivo e meta a dignidade social – ajuda ao próximo. Se a moda ou a arte forem usadas para esse fim, ficaremos ainda mais felizes!

Desta vez, Lauren Bush apresentou sua coleção de bolsas e carteiras “solidárias”, em parceria com o projeto  FEED GUATEMALA da Unicef. São 4 opções de estampas aplicadas em sacolas e carteiras feitas à mão por mulheres da Guatemala , com os caracterísitcas da arte regional.

As peças estão a venda no site Lord&Taylor.

O FEED GUATEMALA, tem produtos muito lindos, todos com a finalidade de ajuda a pessoas menos favorecidas. Mais um exemplo de como moda, arte, artistas, fashionistas podem oferecer dignidade social. Engajamento é sempre fashion!

Quer conhecer mais sobre o FEED GUATEMALA? Acesso o link:

http://www.feedprojects.com/FEED_Guatemala_Bag

A Lord&Taylor está comercializando as bolsas da estilista e ex-modelo americana Lauren Bush neste link:

http://www.lordandtaylor.com/eng/CMS/FEEDdetails.cfm

NEWS!! Aproveitamos o post para avisar que teremos ótimas novidades! Duas entrevistas fantásticas com grandes mulheres que fazem moda sustentável e absurdamente linda!  Teremos também uma matéria mostrando uma empresa com produtos ecologicamente e socialmente corretos, com valorização da agricultura familiar e artesanato local… Exemplos a serem seguidos. Aguardem! Inscrevam-se no feeds do Blog para ter acesso a estas e muitas outras matérias sobre moda e arte sustentável!

Moda Artesanal

Mais uma vez queremos focar a moda arte, não executada pelo processo industrial e sim pelo cuidado meticuloso do produto artesanal. Um dos elementos que proporciona excelentes resultados com efeito visual belíssimo, é  o croche. Muito utilizado pelos estilistas em diversas coleções, através de parcerias com artesãs pelo Brasil afora, o croche trouxe toque especial e destaque para as passarelas.  Veja alguns resultados desta inclusão do artesanato nas passarelas.

Um produto totalmente nacional que pode receber destaque em produções muito inspiradoras. Abaixo, vamos destacar algumas peças lindas, à venda na loja virtual da Orientavida, uma ONG que reuniu diversas artesãs especilizando-as em costura, bordados e croche, com fabricação de produtos belíssimos como já mencionamos aqui em outro post.

Echarpe e xales de croche, que podem dar uma ar lindo e moderno aos seus looks com jeans ou vestidinhos!

Nós amamos a estola branca de linha crua! Muito feminina e delicada. E os casaquinhos com flores em croche? Imaginamos tudo isso complementando o look de jeans e t-shirt… Básica, moderna e feminina.

Mais uma vez esclarecemos que nosso portal não tem fins lucrativos. Publicamos aquilo que gostamos. Moda, Arte, Sustentabilidade, Projetos Sociais dignos. Criamos este portal para divulgação de tudo isso e queremos reunir o maior número de artistas, artesãos, estilistas, designer e ONGs com foco em moda e arte sustentável. Essa é nossa contribuição para que o consumidor final inclua em seu processo de seleção dos produtos adquiridos questionamentos sobre a sua origem – se são ecologicamente corretos ou, se estão contribuindo para a destruição de nosso planeta.

Faça uma visita ao site Orientavida:  http://www.orientavida.org.br/index.php

Você vai ver produtos maravilhosos e com uma dignidade social linda!

Se você tem um trabalho para expor, entre em contato conosco pelos canais apresentados em nossa página. Será um prazer compartilhar esta galeria com você!

Ong Orientavida e Alice in Wonderland

A designer Ana Strumpf conseguiu autorização da Disney para desenvolver objetos de decoração e moda com os personagens de Alice no Pais das Maravilhas.  São 72 produtos  comercializados pela Ong Orientavida. Um projeto lindo que une arte, moda e projeto social – combinação perfeita que achou a fórmula do sucesso. Além do resultado deslumbrante dos produtos, a Orientavida que nasceu na cidade de Potim – SP, em 1999 com o objetivo de capacitar mulheres da cidade com técnicas de bordado, tricô, crochê e costura, permitindo-lhes gerar um renda para sustento de suas famílias. No post passado falamos exatamente sobre isso! Projetos que formam profissionais, que geram de fato uma dignidade para o cidadão… Um trabalho de dedicação, com resultados a médio prazo, que não é um paleativo… É formação: de profissionais, de mulheres talvez antes massacradas pela falta de perspectiva e, que hoje, tem um ofício e certamernte se orgulham disso! Certamente se amam mais, são melhores mães, melhores esposas. Muito bom poder falar sobre moda e arte! E, quando por trás disso ainda achamos um projeto tão lindo e bem sucedido como a Ong Orientavida, percebemos que muito pode ser feito… É incentivador, inspirador, animador!  Veja as imagens dos trabalhos com o tema de Alice.

 

 

 

  

Conheça mais sobre a ONG Orientavida acessando seu site: http://www.orientavida.org.br/site/

Loja virtual com produtos lindos: http://www.orientavida.org.br/

No twitter: http://twitter.com/orientavida

Visite mesmo! Você vai se encantar com o projeto.